CEPFS APOIA IMPLANTAÇÃO DE PROJETOS PILOTOS PARA BENEFICIAMENTO DE FRUTAS.

O Centro de Educação Popular e Formação Social – CEPFS está apoiando a implantação de dois projetos pilotos de beneficiamento de frutas. O apoio a essas experiências nasceu a partir do eixo temático meio ambiente do seu projeto trienal, financiado pela agência de cooperação Internacional TRÓCAIRE da Irlanda.

Esses projetos nascem como resultados de um amplo debate institucional e com as comunidades rurais sobre formas alternativas de combate a desertificação e o papel que exerce a agricultura familiar no contexto das mudanças climáticas. O principal objetivo é contribuir através de um processo evolutivo e sistemático de formação visando o manejo adequado e sustentável dos recursos naturais existentes nas comunidades beneficiadas, sobretudo, no que se refere ao aproveitamento do potencial frutífero da região.

Após um processo de capacitação e intercâmbio de experiências entre algumas comunidades do município de Teixeira e, tendo como referência alguns critérios pré-estabelecidos, foram definidas como beneficiárias duas comunidades: Fava de Cheiro e Poços de Baixo. Participará, inicialmente, de cada experiência, um grupo de 05 famílias que serão responsáveis pela operacionalização das unidades produtivas e motivação das demais famílias dessas comunidades em torno do debate sobre a temática meio ambiente.

Um aspecto relevante na implantação dessas experiências está sendo a contrapartida das comunidades beneficiadas, sobretudo no que se refere a disponibilidade de recursos próprios, através dos recursos dos Fundos Rotativos Solidários. Isso demonstra, na prática, o empoderamento que essas comunidades passaram a ter com a dinâmica dos Fundos Rotativos Solidários. A partir dessa dinâmica essas comunidades estão tendo condições de participar, de forma efetiva, da implantação dos projetos comunitários que lhes fora ofertados. Com essa mesma lógica de enfoque os projetos que hora estão sendo implantados estão chegando para fortalecer a dinâmica de FRS já existente.

COM AS EXPERIÊNCIAS PRETENDE-SE FORTALECER O ACÚMULO SÓCIO E ORGANIZATIVO JÁ EXISTENTE NAS COMUNIDADES

As experiências pretendem fortalecer o acúmulo sócio e organizativo já existente nas comunidades, no sentido de instrumentalizar e potencializar o desenvolvimento já em curso, integrado e gerando possibilidades de sustentabilidade a partir dos potenciais existentes e das mudanças de hábitos comportamentais e culturais nas famílias.

Como conseqüência da implantação destas experiências, as famílias produzirão polpa das principais variedades frutíferas existentes na região (caju, umbu, graviola, pinha, acerola, goiaba, cajá, etc), as quais deverão abastecer o cardápio familiar e comunitário, portanto, promovendo melhoria na qualidade de vida, através da segurança alimentar e nutricional, bem como por meio da geração de renda através da comercialização, no mercado local e regional.

As comunidades já estão em processo de planejamento para a inauguração que, acontecerá no próximo dia 16 de junho (dia mundial de combate a desertificação).

Chamada de Trabalhos em Tecnologias Socias do NEAD/MDA

CEPFS habilita trabalho sobre tecnologia social na chamada de Trabalhos em Tecnologias sociais do MDA.


O Centro de Educação Popular e Formação Social – CEPFS, através do seu coordenador Executivo, José Dias Campos, habilitou um trabalho sobre tecnologia social, (Convivência com a realiade semiárida – acesso a água, cidadania e solidariedade), na temática capacitação, na Chamada de Trabalhos em Tecnologias Sociais do NEAD/MDA. No dia 14 o NEAD/MDA realizou uma oficina com a participação dos autores e autoras dos trabalhados habilitados onde, além de palestras sobre o papel das tecnologias sociais no processo de desenvolvimento, também, houve um pequeno ensaio com vistas a sistematização de projetos colaborativos em cada eixo temático.

Páginas: Anterior 1 2 ... 107 108 109 110 111 112 Próximo